a arte da resiliência

resiliência-comportamento-vida-bem-estar-crônicas (1)

Essa palavrinha complexa tem se tornado comum nas conversas ultimamente. Parece difícil entendê-la, mas a teoria é mais complicada do que a prática. Porque na verdade a maioria dos mortais vive momentos de resiliência e nem se dá conta.

A resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação.

Todos nós passamos por bons e maus momentos e como reagimos à eles é o que define a nossa trajetória. Na maioria das vezes, o fracasso em uma determinada situação ensina muito mais do que ter tido sucesso.

resiliência-comportamento-vida-bem-estar-crônicas (2)

Se a pessoa for capaz de dar a volta por cima, se reerguer e ter a certeza de que tudo vai passar, pode se considerar resiliente. Claro que não é fácil, mas espremer uma gotinha de otimismo em uma nuvem carregada num temporal passageiro, talvez seja a melhor opção, do que se vitimizar. Porque é fato do que recebemos aquilo que damos na vida.

A resiliência não é negar emoções, nem sentimentos negativos, e sim, saber lidar com todos eles e não permitir que o dominem.

A força, a capacidade de se levantar e ainda ter um sorriso no rosto para dar, pode ser extremamente complicado, mas é muito corajoso. É se superar!

Resiliência é uma palavra que vem da física. Significa a capacidade de um material de voltar ao estado normal depois de submetido a uma pressão.
A pessoa resiliente é aquela que não se quebra na tempestade, mas se deixa curvar pelo vento para não ser arrancada. Depois, recupera-se e segue adiante.” Grapeia.

Talvez pareça simples falar assim de uma maneira tão positiva diante de problemas que não são seus, e que não aparentam assim tão difíceis de serem resolvidos. Com certeza, cada um tem a sua dor, que ninguém sabe qual é, e tem que ser respeitada. Mas, também não pense que a autora aqui está a salvo das turbulências da vida. Ao contrário, ela também está tentando…

LKV

fotos:reprodução

Um comentário sobre “a arte da resiliência

  1. Não é fácil, mas como lembra um velho ditado chines “temos que ser como o bambu, que verga nas tempestades, mas não quebra”.

    Curtido por 1 pessoa

what about?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s